Comunicação escrita profissional com foco na elaboração de documentos técnicos

Exibir tudol

Comunicação escrita profissional com foco na elaboração de documentos técnicos

Instrutora

Ismênia Timo de Castro – Professora de letras há mais de 30 anos, com 15 anos de experiência na Administração Pública;Pós-graduada em Didática do Ensino Superior – UCB e Psicopedagogia -INICEUB, Graduada em Letras; Especialista em Capacitação do Servidor Público – Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais em Educação (EAPE); Coordenadora de Projetos nas Áreas de Educação. Algumas instituições atendidas: AGU – Advocacia Geral da União, ANVISA, ESAF, EMBRAPA, ENAP, FUNASA, IBAMA,INCRA, INPE, Ministério da Agricultura, Marinha do Brasil, Ministério da Defesa, Ministério de Desenvolvimento e Comércio Exterior, Ministério da Cultura, Ministério da Justiça, Ministério do Planejamento, Ministério da Saúde, Ministério dos Transportes, Supremo Tribunal Federal, dentre outras.

Apresentação

Em nenhum momento da história da humanidade foi tão importante desenvolver, aprimorar, absorver e difundir informações e tecnologia. Em um mundo competitivo, as palavras de ordem são eliminar entraves burocráticos e barreiras tecnológicas, e adotar políticas de flexibilização e adequação às mudanças de comportamento de uma sociedade cada vez mais exigente e consciente de seus direitos. Nesse novo contexto, a escrita técnica ganha um relevo todo especial. São centenas, milhares de textos a serem produzidos, revisados, adaptados e reescritos. São normas, procedimentos, manuais, relatórios de pesquisa e textos afins, que devem chegar, todos os dias, a leitores ávidos por obter informações, produtos e serviços capazes de exceder às melhores expectativas. Dominar a linguagem escrita com precisão sempre foi ferramenta vital para a propagação do conhecimento. O profissional que conseguir aliar conhecimento técnico e qualidade redacional será cada vez mais valorizado e requisitado pelo mercado de trabalho. Diante da publicidade infinitamente maior da informação, todo e qualquer esforço no sentido de imprimir maior transparência e clareza às comunicações será bem-vindo e apreciado pela sociedade, sem que isso, necessariamente, signifique que o redator de textos técnicos deva abrir mão das peculiaridades inerentes a seu ofício. Diferentemente do texto jornalístico — contexto em que se admite linguagem mais “distensa” e muitas vezes próxima da linguagem oral —, a escrita técnica deve preservar a formalidade. Isso implica eliminação de coloquialismos e de regionalismos, sem descuidar do respeito rigoroso às regras gramaticais, caracterizadoras do padrão culto da língua. Nessa mesma linha de raciocínio, o redator deve ainda evitar linguagem figurada, malabarismos verbais, contorcionismos sintáticos, abuso de sinônimos e outros recursos de estilo, considerados impróprios ao contexto da escrita técnica. Em nome da clareza, objetividade e impessoalidade devem comandar o processo comunicativo.

Objetivo

Desenvolver técnicas que ajudem a produzir documentos oficiais e técnicos expressando ideias de maneira clara, precisa, concisa aplicando-as ao contexto administrativo tornando a redação eficaz

Programa

Produção de Texto: A necessidade de delimitação do tema; Adequação da linguagem à audiência; O uso da linguagem técnica e dos estrangeirismos – A necessidade de o texto técnico apresentar uniformidade na estrutura, no estilo e na terminologia; Planejamento da redação

Articulação do Texto: Como escrever e convencer; A elaboração do texto – mecanismos geradores; Qualidades imprescindíveis ao texto escrito profissional (Coesão, Relevância, Clareza, Precisão, Coerência, Uniformidade, Objetividade, Impessoalidade, Concisão, Padronização, Correção, Gramatical, Convicção); Os níveis de linguagem; Coesão e coerência textual; Estilo e linguagem do moderno texto oficial; Vícios de linguagem; Pronomes de tratamento; Fechos das correspondências

Os Vícios de Estilo: Prolixidade; Ambiguidade; Pleonasmo ou tautologia; Cacofonia ou cacófato; Estrangeirismo; Solecismo; Barbarismo; Jargão técnico fora de contexto; Coloquialismo excessivo; Clichês; Chavões

Argumentação do Texto Escrito Profissional: Macroestrutura do texto argumentativo; Formas de persuasão; Argumentos e contra-argumentos; Planejamento do texto

Gramática aplicada ao texto: Acordo ortográfico da língua portuguesa; Uso do porquê; Emprego dos pronomes demonstrativos; Generalidades da língua culta; Erros gramaticais mais comuns na elaboração de um documento

Estrutura dos documentos utilizados pela instituição: Ofício; Memorando; Relatório; Parecer; Técnico; Nota Técnica e outros de interesse dos participantes

Investimento

R$ 2.699,00 (Material de didático e de apoio, coffee-break, almoço e Certificado)

Local/Data:

Florianopolis-SC – Local a definir – 29 a 31/08/18
Maceio-AL – Local a definir – 26 a 28/09/18
Teresina-PI – Hotel Arrey – 29 a 31/10/18

Horário: 08:00 – 12:00 e 14:00 – 18:00h

Carga Horária: 24h

_______________
MMP Costa Treinamento & Desenvolvimento Humano/Gestão Treinamento

CNPJ: 10613756/0001-60

(98) 3083 0535 / (98) 8881 7127

BANCO BB – AG 1611-X – C/C 37406-7

www.gestaotreinamento.com.br

"O maior benefício de treinamento não vem de se aprender algo novo,mas de se fazer melhor aquilo que já fazemos bem."

Peter Drucker

Ficha de Inscrição